Mercados mostraram maior estabilidade nesta semana

O pior parece ter passado, mas isso não quer dizer que já está tudo bem. A epidemia do coronavírus segue avançando rapidamente, ainda que bastante contida à China. Mesmo assim, os investidores já parecem ter se acalmado do pânico gerado e os mercados mostraram maior estabilidade na semana passada.

De acordo com analistas da Toro Investimentos, por enquanto, só se fala disso, mas não podemos deixar de acompanhar os esforços do Banco Central em fortalecer a economia com o novo corte de juros básicos. Nos Estados Unidos, os dados de emprego mostram uma economia ainda aquecida, enquanto as primárias democratas geram confusão e fortalecem ainda mais o caminho de Trump para a reeleição.

E claro, a temporada de balanços corporativos segue a todo vapor! Bradesco e Lojas Renner mostraram bons números em 2019. IRB esteve no olho do furacão depois de aposta contrária de uma gestora, enquanto Mitre Realty e Locaweb deram seus primeiros passos na Bolsa ao abrirem seu capital. Finalmente, a Centauro anunciou a compra da Nike Brasil e colocou fogo no mercado de itens esportivos.

Empresas

A semana começou com um movimento muito forte na IRB (IRBR3). Logo na abertura de segunda feira (3) o papel demorou para sair de leilão e abriu registrando cerca de 15% de queda.

O motivo foi a carta de uma gestora de recursos, a carioca Squadra, acompanhada de um profundo relatório de mais de 150 páginas. No material, a gestora explica aos seus cotistas e ao mercado o racional por trás de uma posição vendida (em que os fundos geridos ganham com a queda no valor das ações) na Companhia que vem se arrastando desde maio de 2018 (e dando prejuízo desde então).

Na semana tivemos os primeiros IPOs de 2020. A Mitre Realty (MTRE3), que teve sua ação precificada a R$19,30, começou a negociar na quarta-feira (5) com preço de abertura de R$21,02, alta de quase 9% em relação ao preço da oferta e começando com o pé direito os IPOs no ano.

A segunda estreante foi a Locaweb (LWSA3), na quinta-feira (6). Com a oferta precificada a R$17,25, as ações abriram na quinta por R$19,80, quase 15% de alta.
O carnaval está chegando, as academias estão mais cheias do que nunca, todo mundo tá correndo atrás do prejuízo causado pelas festas de fim de ano e os produtos esportivos seguem em alta. Não só eles, mas também as ações negociadas na Bolsa que atendem esse público, mais especificamente estamos falando da Centauro (CNTO3).

A verdade é que não foi bem o movimento fitness que fez com que as ações da Centauro subissem mais de 20% na semana, mas sim a estratégia da Empresa em comprar nada mais nada menos do que a Nike do Brasil. Isso mesmo, agora a Varejista vai ser dona da maior marca do segmento esportivo em terras tupiniquins e, além de se tornar a distribuidora exclusiva, a Centauro ainda vai operar as lojas físicas e o comércio eletrônico da Nike no País.

Balanços

E continua a temporada de resultados referentes ao 4º trimestre de 2019. Na semana tivemos divulgações bem aguardadas pelo mercado.

O banco Bradesco (BBDC4) fechou 2019 com lucro líquido 20% superior ao de 2018, totalizando R$25,9 bilhões. Além disso, um guidance otimista foi muito bem recebido pelo mercado.

A grande rede de varejo Lojas Renner (LREN3) também apresentou bons números, com crescimento de receitas e de lucro líquido em relação à 2018. Os dados referentes ao 4T19, particularmente, dão indícios de uma recuperação econômica no País, ainda que lenta. Mesmo com a Bolsa em queda, as ações da Companhia reagiram bem ao resultado e ao avanço no processo de transformação digital.

Também divulgaram resultados ao longo da semana: Sanepar (SAPR11), Klabin (KLBN11), Banco ABC (ABCB4) e Banco Pan ( BPAN4).

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *