Banco Inter anuncia a criação de dois índices de fundos imobiliários

O Banco Inter anunciou nesta segunda-feira, 6, a criação de dois índices de fundos imobiliários (FIIs) listados na B3. De acordo com a instituição, a iniciativa visa oferecer benchmarks para o acompanhamento da performance desses ativos.

Os novos índices foram desenvolvidos de acordo com as diferentes características dos FIIs disponíveis no mercado. Além disso, também foram levadas em consideração as condições de liquidez dos ativos, com o objetivo de que os investidores repliquem a alocação.

O primeiro índice, chamado de IFI-E, é composto pelos fundos que investem em imóveis para renda via aluguel, os “fundos de tijolo”. O segundo índice, IFI-D, é formado pelos fundos que investem em títulos imobiliários, como CRIs e LCIs, lastreados em imóveis, os “fundos de papéis”.

Os dois índices foram calculados seguindo a metodologia de cálculo de retorno total que, segundo o Inter, significa incluir a valorização da cota e o ganho de dividendos.

“Um diferencial importante desses índices está na seleção dos ativos de acordo com a classificação e liquidez. Isso permite que os investidores consigam reproduzi-los em suas carteiras, num momento em que a demanda por FIIs tem crescido”, destaca a economista-chefe do Banco Inter, Rafaela Vitória.

Além dos índices, o Banco Inter também infirmou que está desenvolvendo dois fundos de fundos imobiliários, que irão replicar os índices e serão uma espécie de ETF’s focados no segmento de FIIs.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *